Andante,Andante...
"Nenhum  momento  de felicidade  terá  sentido  se  não  for  compartilhado"
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


CAMPOS DE AZEVENS (II)

Diário de minhas andanças
24/04/2013



Retornei aos campos de azevéns e deixei-me embranquecer em alma e coração.
A tarde de domingo,mergulhada em doce pureza,carregava em seu bojo saudades alheias,anseios de coisas que não se conhece,ternuras antigas.
Pela estradinha de mato,eu e meus passos devorando silêncios entrecortados de gorjeios.
Céus de outono derramando-se sobre araucárias esguias,vento macio encrespando marcelas pela campina.


Fumaça de chaminé delatando vidas ao redor de algum fogão.(Presume-se o “café das três”,atinaram-me os botões).Acanhada,a casa escondera-se na imensidão verde.

Revoadas em direção à linha do horizonte, e meus ouvidos acolhendo a melodia da tarde.
Vêm-me à lembrança as mais belas canções de Straus .O pensamento sugere-me compassos valseados e sob meus pés,floradas falam de paraíso.
O latido solitário e distante de um cão junta-se à moldura da tela . Num instante experimento o sabor adocicado da paz de espírito,enquanto deixo-me abduzir na renda branca dos “campos de azevéns”.
Joel  Gomes Teixeira

fotos  do  autor:
Campos  de  azevéns (*) -  Engenheiro  Gutierrez Irati (PR)
(*) Azevén - arbusto rasteiro que  serve  para  alimentar  o gado.Ainda  durante  a  floração (em  brancos  tapetes  a perder  de  vista) um  trator  "impiedoso" os  transforma  em  adubação  orgânica.

Comentários:




98617-mini.jpg
25/04/2013 13:20 -
Sabe amigo Joel.Você me coloca diante de mares nunca dantes navegados.Carioca que sou e acostumado as andanças pelas praias cariocas onde a inspiração é outra.Me faz tentar sentir as mesmas sensações que os seus olhos poéticos enxergam, e a maneira com que afetam os teus sentimentos.Te confesso que chega ser prazeroso.Parabéns por cantar a tua terra em altos brados e mostrar que existem outras paragens tão belas e líricas quanto estas.Abraços sinceros do amigo e fã Ciro.
68221-mini.jpg
24/04/2013 09:31 - Lenapena
Café das três, araucárias belas e altivas, sua bela cronica, me levou de volta a minha linda vila de infância. Joel sua pena é sempre belamente inspirada, gosto muito de vir a sua escrivaninha, me identifico com seus escritos. Um bom dia lhe desejo
 
Iratiense THUTO TEIXEIRA
Enviado por Iratiense THUTO TEIXEIRA em 13/06/2017
Alterado em 13/06/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários