Andante,Andante...
"Nenhum  momento  de felicidade  terá  sentido  se  não  for  compartilhado"
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

             O  "HELISCÓPIO"


Quase todos os dias recebo clientes que me brindam com as mais diversas histórias.São relatos que variam do trágico ao cômico,além de alguns de teores impublicáveis.Adoro conversar com essa gente simples e, modéstia a parte, percebo que eles também apreciam meus relatos.Retornam com muita frequência ao estabelecimento em que trabalho e alguns até já se atrevem a mencionar algumas de minhas intimidades.Assim, entre um agradinho e outro, boas prosas vão ocorrendo.Esta que agora vou relatar (tentando ater-me ao palavreado do narrador)achei o máximo.Enquanto ele me contava a estória eu ia criando o cenário e ficava impossível ouvi-lo sem desandar na gargalhada.
Com vocês:

O HELISCÓPIO
-Ih ! rapaiz. Eu só véio ! Já passei por tanto perenge nesta vida que nem te conto.
Mas te digo uma coisa:
No tempo de dantes não tinha essa bugigangaiada de hoje e a gente era mais feliz.
Verdade, responde-lhe e alinanhavo mais um assunto "do termpo de dantes" pra estimular-lhe a novos relatos.
Conversa vai...Conversa vem...
Ofereço-lhe uma balinha - êle agradece - apanha um punhado de amendoins com cascas e vai devorando lentamente, fazendo alguns gracejos impublicáveis entre um e outro.
Vai até a porta,espia o céu meio carrancudo,faz previsões de chuvas torrenciais, espreguiça-se e depois, recostado ao balcão encara-me para mais uma de suas reminiscênçias:
-Sabe aqueles avião que "arródia" ?
(o "arródia" veio precedido com o movimento dos dedos a imitar uma hélice)
Ah ! Sim...Um helicóptero , respondo-lhe:
- Isso mesmo !!! Um "heliscópio"
Então ! Eu era piá pançudo não me alembro muito bem,só sei que meu falecido pai me contava:
Aconteceu nos fundão de Irati,lá pros lado do Serro do Leão...
Meus "bisavô" moravam lá "nas terra de pranta".Tavam na roça,por vorta de umas onze hora da manhã,quando um desses..."heliscópio" varô bem baxinho por cima da propriedade.
Pense no susto ! Os coitado nunca tinham visto uma coisa daquela !
Foi uma jogação de enxada e foice pra tudo quanto é lado e o bisavô,meu avô, meu pai e meus irmão, se apincharam no meio do mandiocá.
O bicho passô raivoso,mais não fez mar nenhum.
Já a Bisa...Que tava sòzinha na casa preparando o jabá da turma, quando viu aquela coisa...
Apinchou-se no pôço !
Sorte dela que tinha pôca água e não se afogô. Só quebrô uma perna e umas duas costela.
Tiraram a véia num barde ,feito uma rã, e cô tempo ela foi miorando.
Dispois quando passava argum heliscópio por lá, eles só davam tiau e quase se matavam de dá risada da tonguiçe que fizeram na primeira veiz.


Joel Gomes  Teixeira
Iratiense THUTO TEIXEIRA
Enviado por Iratiense THUTO TEIXEIRA em 25/03/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários