Andante,Andante...
"Nenhum  momento  de felicidade  terá  sentido  se  não  for  compartilhado"
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos





DIVAGAÇÕES SOBRE AGOSTO
Pequenas crônicas do cotidiano:
(AGOSTO 2014)


Tarde de agosto,com seus cheiros e ventos.
Ventos de agosto !
Quando em criança, ficava ouvindo lendas a cerca deste mês.
Alguém dizia que era mês de cachorro louco, mês do desgosto, do agouro e outras amenidades do gênero.
Minha mãe - que era uma pessoa sensível - consertava os estragos dizendo:
É o mês das floradas, das violetas e junquilhos.
Vez e outra o vento batia forte na janela de madeira e o impacto era violento, fazendo valer a afirmativa daqueles que viam agosto pelo lado macabro.
Em contrapartida, cruzando pelas pereiras, podia vislumbrar o desprender-se de milhares de pequenas pétalas brancas, tão minúsculas que pareciam nevasca, entrando casa a dentro.
Ao fundo do quintal, margeado por um pequeno riacho de águas claras ,margaridas do charco abriam-se em profusão.A campina estendia-se num tapete verde pontilhado de quero queros e sabiás precoces principiavam cantigas do acasalamento.
Um sabiá gorjeia agora em meu quintal e o mensageiro dos ventos insinua-se numa sonoridade que  me faz mergulhar em mundos desconhecidos.
No meu local de trabalho, além da janela, odores de agosto despertam-me a memória olfativa, evocam a cozinha de minha infância, o café das três, as falas mansas tecendo imagens do mês dos ventos, do mes dos cheiros e agouros...
No cenário de hoje, sob um céu fumarento ,passeia uma nostálgica lembrança de agostos distantes. Dos quintais das nonas , dos laranjais floridos, dos carroções de feno na estrada da minha aldeia.
Vou para o meu café da tarde, numa cozinha silenciada das "falas mansas"de minha meninice, embora junquilhos digam-me em cheiros que no arquivo da memória a casa do tempo mergulhada em ventos de agosto, ainda persiste.
Iratiense THUTO TEIXEIRA
Enviado por Iratiense THUTO TEIXEIRA em 03/08/2018
Alterado em 03/08/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários